Novas requisições MCDT


Os novos modelos de requisições estão a dar problemas na leitura dos códigos de barras.

Para ajudar a identificar os problemas atuais pode consultar a imagem abaixo indicada.


Problema 1

A caixa que está à volta do código de barras está muito próxima das barras. É necessário um espaçamento mínimo para que o leitor consiga determinar que o código de barras terminou e efetuar a respetiva leitura.

Neste caso o número de requisição não é lido.


Problema 2

Os códigos de barras estão cortados, não estão impressas todas as barras.

Este tipo de código de barras começa e acaba sempre da mesma forma, ver exemplo bom.

Neste caso o número de utente e o NIF não são lidos.


Problema 3

O código de barras do NIF e do número de utente estão muito próximos.

É difícil apontar o leitor para o código de barras correto, podem existir falhas na leitura ou leitura incorreta.


Do mesmo modo que o prestador do serviço não consegue ler será previsível que no CCF também não sejam lidos.

Deverá contactar o respetivo centro de saúde para os informar do sucedido.

Partilhar esta notícia

Comentários (0)

Ainda não existem comentários associados a este post...